Justiça

Após manifestações em Itagimirim, polícia emitiu nota sobre o caso Rielson

Segundo polícia, três pessoas envolvidas no assassinato de Rielson já foram presos, mas acabaram sendo liberados mediante decisão judicial

Rastro101
02/08/2015 por Redação, atualizado em 02/08/2015 às 12h16 por Redação

Policiais entregam intimação para suspeito pela morte de Rielson Lima. (Arquivo/Rastro101)Policiais entregam intimação para suspeito pela morte de Rielson Lima. (Arquivo/Rastro101)

A Polícia Civil já teria devolvido à Justiça o inquérito que aponta Alecsandro Neves Lopes, o “Sandro Seco”, João Neto Leles Pereira e Luiz Henrique Ramos Lacerda como os responsáveis pelo assassinato do ex-prefeito de Itagimirim, Rielson Lima, assassinado a tiros, no final de julho de 2014, na Avenida 13 de Maio, em frente à principal praça da cidade.

O delegado Ricardo Costa, o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), informou que o procedimento de número 17/201, que estava em posse do Ministério Público (MP), havia sido remetido à Polícia Civil com orientações para que fosse feito o cumprimento de diligências e solicitações de medidas cautelares, e que agora, o documento já se encontra com a Justiça.

Alecsandro "Sandro Seco", João Neto e Luís chegaram a ser presos durante a investigação, mas acabaram sendo soltos mediante decisão judicial.

Link curto: http://bit.ly/2qvWQY3

TÓPICOS:
Prisão Assassinato Rielson Lima

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu