Educação

UEFS, UESB e UESC entram em estado de greve

Nessa quarta-feira, as universidades estaduais: UEFS, UESB E UESC votaram e deflagaram estado de greve

Redação Rastro 101 com base: Blog de Ilhéus
25/03/2015 por Redação, atualizado em 25/03/2015 às 19h53 por Redação

Professores em votação pelo estado de greve; na UESC (Foto:Blog de Ilhéus)Professores em votação pelo estado de greve; na UESC (Foto:Blog de Ilhéus)As universidades: Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Universidade Estadual do Sudoeste (UESB) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) declaram estado de greve essa semana. A UEFS e UESB se reuniram em assembleia na tarde e noite de ontem (24) e decidiram entrar em greve. Dessa forma os professores declaram paralisação geral das atividades e esperam resposta do Estado, em relação a suas pautas, sendo as principais reposição salarial e fim dos cortes orçamentários nas universidades.

A UESC, se reuniu em assembleia nessa quarta (25), por volta das 14h30. Na pauta de hoje da reunião da UESC, os docentes decidiriam se iriam aderir a greve ou a paralisação estadual no dia 8. As decisões seriam motivadas principalmente pelo posicionamento das outras instituições, seguindo a recomendação do Fórum ADS, que é responsável por agrupar as associações das Universidades baianas. O resultado da votação na UESC foi: aprovação do estado de greve. Portanto os professores seguiram o que já havia sido decidido por outras universidades estaduais.

Os docentes transmitem enorme insatisfação com o governo do estado, e adentram na greve geral. Foi aprovada também a paralisação do dia 8, e nesse mesmo dia os professores iram até a Secretaria de Educação do Estado, em Salvador, para levar as suas reivindicações.

O estado de greve pode se reverter em paralisação até a primeira quinzena de abril. E se a romaria do dia 8 até a Secretaria de Educação do Estado, não resultar em um posicionamento favorável a categoria, promoverão novas assembleias para votar a greve.

O provável é que em caso de negativa das pautas, os professores iram manter a greve.

Link curto: http://bit.ly/2qivogq

TÓPICOS:
Greve Universidades Docentes Paralisação

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu