Política

TCM aprova contas da Câmara de Vereadores de Itagimirim

A aprovação é referente ao exercício financeiro do ano de 2013, sob a presidência do vereador Francino Andrade O. Júnior.

Por Gil Rocha
24/11/2014 por Redação, atualizado em 17/12/2014 às 20h03 por Redação

A Câmara de Vereadores de Itagimirim é composta por nove vereadores e o município está entre os que menos arrecadam no país. (Foto: Rastro101)A Câmara de Vereadores de Itagimirim é composta por nove vereadores e o município está entre os que menos arrecadam no país. (Foto: Rastro101)

A Câmara de Vereadores de Itagimirim teve suas contas aprovadas pelo TCM. A aprovação é referente ao exercício financeiro do ano de 2013, sob a presidência do vereador Francino Andrade O. Júnior. A aprovação das contas do Poder Legislativo itagimiriense, é prova de que os vereadores; verdadeiros representantes do povo estão atuando de forma satisfatória. Além de ter suas contas aprovadas, hoje os vereadores de Itagimirim vivem em sintonia com o Poder Executivo, especialmente naquilo que é para o bem da população.

O presidente Francino Junior destacou que a Coisa Pública tem que ser tratada com respeito, responsabilidade e, acima de tudo com transparência, não admitindo gastos abusivos que coloque o município em situação vexatória. Para ele “Temos promovido uma administração em que evitamos contratações desnecessárias dos serviços públicos, permitindo apenas gastos compatíveis com os recursos recebidos, Itagimirim precisa ser cuidado com zelo e respeito. Sinto satisfeito com o resultado das nossas contas, apesar de que isso já era esperado pela maneira como conduzimos nossa getão e trabalharemos de forma igual, ou melhor, para obtermos o mesmo resultado ao findar nosso mandato”, ressaltou o presidente da Casa, afirmando ainda que ter contas aprovadas é uma obrigação de todo gestor, seja no executivo ou no legislativo e que mesmo assim o seu sentimento é de “dever cumprido”.

A Câmara de Vereadores de Itagimirim é composta por nove vereadores e o município está entre os que menos arrecadam no país. O sustentáculo da sua economia está entre a pecuária, a agricultura de pequeno porte e o plantio de eucalipto. A maior arrecadação vem dos fundos governamentais, especialmente do FPM - Fundo de Participação dos Municípios.

Por Gil Rocha

Link curto: http://bit.ly/2qycQJ5

TÓPICOS:

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu