Economia

Projeto "Pescando Renda" beneficiará 30 famílias em Itagimirim

Projeto beneficiará inicialmente cerca de 30 famílias em Itagimirim que terão renda extra de mais de R$ 1.000,00 durantes os primeiros ciclos

Rastro101
01/09/2014 por Redação, atualizado em 09/09/2014 às 23h34 por Redação

Associados participaram de uma reunião de apresentação do projeto Pescando Renda. (Foto: Rastro101)Associados participaram de uma reunião de apresentação do projeto Pescando Renda. (Foto: Rastro101)

Pensando em novas oportunidades de renda na região, moradores de Itagimirim se organizaram e formaram a Associação de Piscicultores e Pescadores "Pescando Renda", que beneficiará inicialmente cerca de 30 famílias. O projeto visa proporcionar condições reais de geração de renda e segurança alimentar a partir do uso sustentável dos recursos naturais existentes.

O responsável pelo projeto, o biólogo Geraldo Aquino, explicou detalhes sobre o projeto. (Foto: Rastro101)O responsável pelo projeto, o biólogo Geraldo Aquino, explicou detalhes sobre o projeto. (Foto: Rastro101)A iniciativa partiu da Associação, que buscava alguma entidade para elaborar o projeto, já que havia a garantia do MPA em repassar os tanques rede e equipamentos e ração para 2 ciclos de cultivo, porém tinham que apresentar projeto executivo completo e a viabilidade técnica, econômica, social e ambiental. Através de ofício da associação para a SEDES, foi solicitado visita de técnicos para estudos e elaboração do projeto. A Superintendência de Inclusão e Assistência Alimentar/SIAA/SEDES designou 2 técnicos para atender as necessidades da associação.

De acordo com o biólogo Geraldo Aquino, técnico responsável pelo projeto, o sistema de produção será em forma de condomínio, em que parte da produção será investida em aquisições de outros equipamentos, desta forma, outras famílias serão inseridas ao processo produtivo, o que fica caracterizado como "autossustentabilidade com inclusão continuada".

Em uma reunião realizada em Itagimirim no mês de agosto, cerca de 30 associados acompanharam todos os detalhes do projeto, recebendo diversas orientações sobre o assunto através dos técnicos. De acordo com Aquino, o projeto consiste na instalação de 150 "tanques-rede", e 30 bolsões berçários, que serão implantados acima da barragem da Usina Hidroelétrica de Itapebi. "A renda inicial para cada família vai girar em torno de R$ 1.162,00 somente no primeiro ciclo", destacou Aquino.

Tanques-rede serão instalados a 6 quilômetros da Barragem UHE de Itapebi, no Rio Jequitinhonha. (Imagem: Google Earth / Gráfico: Rastro101)Tanques-rede serão instalados a 6 quilômetros da Barragem UHE de Itapebi, no Rio Jequitinhonha. (Imagem: Google Earth / Gráfico: Rastro101)


Com a fonte de renda alternativa para as famílias, o projeto proporcionará impactos positivos para a localidade e a comunidade em geral, além de resgatar a auto-estima da comunidade através de uma atividade econômica e solidária.

Álbum de imagens

Link curto: http://bit.ly/2qpUWbx

TÓPICOS:

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu