Política

Luciano Simões vê história se repetir ao analisar Convenção do PT

Para o parlamentar, 10 mil pessoas reunidas na Convenção da Chapa do PT não significa que a eleição esteja ganha por eles.

ASCOM deputado Luciano Simões (PMDB)
30/06/2014 por Redação, atualizado em 03/08/2014 às 00h53 por Redação

Deputado Luciano Simões: Fato de a Convenção ter reunido 10 mil pessoas não significa que a Chapa petista tenha ganhado força e muito menos indica que a eleição esteja ganha por eles.Deputado Luciano Simões: "Fato de a Convenção ter reunido 10 mil pessoas não significa que a Chapa petista tenha ganhado força e muito menos indica que a eleição esteja ganha por eles".O deputado Luciano Simões, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, opinou sobre a Convenção da Chapa do PT, do candidato Rui Costa, que aconteceu na última sexta-feira (27), no Parque de Exposições. Para o parlamentar, o fato de a Convenção ter reunido 10 mil pessoas não significa que a Chapa petista tenha ganhado força e muito menos indica que a eleição esteja ganha por eles.

Para comprovar sua teoria, Luciano Simões recordou as eleições estaduais de 1986, onde Waldir Pires, um dos fundadores do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), candidato de oposição ao então governador João Durval, venceu no primeiro turno, sendo o mais votado da história do estado. Na época o jurista Josaphat Marinho (PFL), era apoiado pelo governador João Durval e havia muita mobilização para a eleição do candidato da base governista.

“Dos 315 municípios na época, 286 prefeitos apoiavam Josapht, candidato do governo. Era muita mobilização, pouca vibração e baixa pontuação. Resultado: Ele perdeu de forma esmagadora, e o adversário Waldir Pires teve mais de milhão e meio de votos na frente, vencendo nas principais regiões”, disse o deputado.

Link curto: http://bit.ly/2IUygYx

TÓPICOS:

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu