Acidentes

Caminhão ultrapassa em local proibido e causa acidente próximo à Itagimirim

Motorista do caminhão não parou para prestar socorro e foi perseguido e preso por policiais que vinham atrás

Redação RASTRO 101
08/05/2014 por Redação, atualizado em 15/05/2014 às 16h06 por Redação

Veículo despencou de uma altura de 20 metros. (Foto: Rastro101)Veículo despencou de uma altura de 20 metros. (Foto: Rastro101)

Uma imprudência causou um grave acidente no final da tarde desta quinta-feira (8), na altura do km 690, próximo à um local conhecido como "Curva da Visgueira", no município de Eunápolis.

Um grupo de policiais militares que fazem a segurança particular do vice-governador e presidente do PSD na Bahia, Otto Alencar, seguia logo atrás em um veículo particular e acompanhou todo o acidente.

De acordo com os policiais, o motorista de um caminhão, identificado como Fábio Luiz Ozório, seguia ultrapassando em local proibido vários veículos logo após a "Curva da Visgueira". Um veículo menor que vinha em sentido contrário teve que desviar rapidamente e acabou despencando de um barranco de pelo menos 20 metros.

Motorista do veículo que caiu no barranco ficou com vários hematomas pelo corpo e foi atendido pelo SAMU de Itagimirim. (Foto: Rastro101)Motorista do veículo que caiu no barranco ficou com vários hematomas pelo corpo e foi atendido pelo SAMU de Itagimirim. (Foto: Rastro101)

O motorista do caminhão não parou para dar socorro, e os policiais militares o seguiram por aproximadamente 1 quilômetro, pararam e apreenderam o motorista causador do acidente.

Os policiais retornaram ao local do acidente para socorrer a vítima, o senhor Antônio Carlos, que ficou com vários hematomas pelo corpo e foi atendido pelo SAMU de Itagimirim. Antônio é proprietário de uma oficina elétrica no município de Salvador.

Os policiais conduziram o motorista do caminhão até o Posto da Polícia Rodoviária em Eunápolis.

Álbum de imagens

Link curto: http://bit.ly/2ILffaO

TÓPICOS:

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE

MAIS NOTÍCIAS DO RASTRO101
menu